Observação de Baleias

A importância do whale watching para a conservação e a economia

Atualmente, o Turismo de Observação de Baleias e Golfinhos, mais conhecido internacionalmente como whale watching, é praticado em mais de 100 países e territórios, gerando receitas para as comunidades costeiras que excedem os dois bilhões de dólares segundo os estudos mais recentes.

 

É fato comprovado ao longo de mais de cinquenta anos dessa atividade ao redor do mundo que, se praticado de forma sustentável, seguindo as normas legais, o Turismo de Observação de Baleias não impacta nem os indivíduos nem as populações das baleias-alvo. Ademais, essa atividade gera milhares de empregos diretos e indiretos e renda muito necessária nas comunidades onde é praticada, e leva milhões de pessoas a terem contato direto com a majestosa presença das baleias – uma experiência inesquecível e que transforma muitos em defensores da vida marinha. Tudo isso faz com que o Projeto Baleia Jubarte apoie o desenvolvimento dessa atividade no Brasil.

 

Através de atividades de capacitação, acompanhamento, parcerias e promoção, o Projeto ajuda a desenvolver o whale watching no Brasil como ferramenta de conservação e de desenvolvimento sustentável.

 

Nas operadoras parceiras, o Projeto Baleia Jubarte embarca membros de sua equipe visando ao mesmo tempo monitorar a atividade, ajudar na interpretação ambiental para os visitantes e desenvolver atividades de pesquisa, fazendo dos barcos de turismo plataformas de oportunidade para ampliar nossos conhecimentos científicos sobre as jubartes.

Vale lembrar que o Instituto Baleia Jubarte não tem responsabilidade na parte comercial e logística de toda operação.

Normas de Avistagem no Brasil

A atividade de Turismo de Observação de Baleias em águas brasileiras é normatizada pela Lei Federal 7.643 de 1988, que proíbe o molestamento intencional de qualquer espécie de cetáceo, e pela Portaria IBAMA 117 de 1996, que define normas específicas para a atividade.

 

Vale lembrar que em Unidades de Conservação o órgão gestor pode estabelecer medidas mais restritivas para a atividade, visando adequá-la às demais normas de gestão da área protegida e atender a situações específicas.

 

A Comissão Internacional da Baleia desenvolveu um Manual internacional relativo à atividade de Turismo de Observação, com muitas informações relevantes, que pode ser acessado aqui.

Normas Avistagem Brasil

Guia para Download

O Projeto Baleia Jubarte publicou um Guia sobre o Turismo de Observação de Baleias-Jubarte no Brasil, para atender à demanda de informações, tanto pelo empresariado interessado no tema, como por turistas e autoridades públicas. 

Guia-WW-6_capa.png

Ver galeria de fotos

Assistir vídeos