top of page

Obras do Porto da IMETAME em Aracruz Recebe Monitoramento Acústico

Dentre as muitas atividades humanas que podem representar um impacto negativo para os cetáceos, a produção de som subaquático é uma das mais preocupantes, principalmente para os golfinhos, botos e outros odontocetos (cetáceos com dentes), que utilizam principalmente o som para se relacionar com o seu ambiente e entre si. Por isso mesmo, é importante monitorar a produção de som em obras e empreendimentos realizados em áreas-chave para esses animais.


pesquisador hydrophone
Pesquisador com hydrophone

O Instituto Baleia Jubarte tem conduzido antes e durante as obras de implementação do Terminal Industrial da IMETAME Logística Porto Ltda., localizado na região costeira do distrito de Barra do Riacho, município de Aracruz, Espírito Santo, o monitoramento acústico com o objetivo principal de mensurar os níveis de ruído subaquático, numa região em que a toninha e o boto-cinza são os principais cetáceos observados. A coleta de dados acústicos teve início em 2020, durante o período pré-obra, e continua durante o período atual, com as atividades de construção já em andamento.

pesquisadora gravador
Pesquisadora com gravador

Com o início das obras, foram realizadas algumas análises e resultados de caráter exploratório referente aos níveis de ruído da fase de obras e uma análise da presença de cetáceos detectados através de suas vocalizações. Além disso, foram descritos e analisados temporalmente e espacialmente os padrões da paisagem acústica marinha do local, confirmando padrões previamente observados dentro de uma escala temporal maior.  O processamento dos dados acústicos também serviu de base para modelos e descrições de padrões na ocorrência de cetáceos no local, com vistas a buscar a mitigação de quaisquer impactos negativos do empreendimento sobre os cetáceos com base nas informações científicas obtidas pelo Instituto.

10 visualizações

Comments


bottom of page